Fanzine "Artes e Tecnologias do Corpo" resultado do encontro com alunas do Método Canavial, 2015

Fanzine "Artes e Tecnologias do Corpo" resultado do encontro com alunas do Método Canavial, 2015
Nazaré da Mata, Pernambuco

uma bocada na cidade - com Mao "Minha Vida"

uma bocada na cidade - com Mao "Minha Vida"
intervenção mural em Itapuã - Salvador, 2015

VÃO - intervenção mural no FESTIVAL BAHIA DE TODAS AS CORES (Salvador, 2015)

VÃO - intervenção mural no FESTIVAL BAHIA DE TODAS AS CORES (Salvador, 2015)
spray e acrílica (muro da entrada para o Ferry Boat)

marinheiro (2015)

marinheiro (2015)
trabalho sob encomenda (stencil s/tela)

FACA AMOLADA (2014)

FACA AMOLADA (2014)
pintura s/ parede

amor-ficción (2014)

amor-ficción (2014)
caneta s/ papel A4

uma corda, muitos sons (2014)

uma corda, muitos sons (2014)
stencil s/papel

she-wolf (2014)

she-wolf (2014)
stencil s/ papel

na calada da noite (2014)

na calada da noite (2014)
stencil s/ papel

Despedida (2013) R.I.P. Martha de Luque

Despedida (2013) R.I.P. Martha de Luque
pintura s/tela

fractura (2013)

fractura (2013)
pintura s/tela

THREE (2013) com Cabaio e Maxime Bally em Itapuã, Salvador -BA.

THREE (2013) com Cabaio e Maxime Bally em Itapuã, Salvador -BA.
Three é resultado do encontro criativo com Maxime Bally e Cabaio Spirito no bairro de Itapuã em Salvador. Durante 10 dias intercambiamos técnicas como aquarela, stencil e costura para confeccionar o livro de artista e outros cadernos de rascunho. O livro é feito de 21 desenhos e para cada imagem, nossos dizeres em três idiomas.

Uma perda (2013)

Uma perda (2013)

Uma nova mangueira (2013)

Uma nova mangueira (2013)

Um re-encontro (2013)

Um re-encontro (2013)

The Invention of Color - Lançamento do albúm de Tiganá Santana (2013)

The Invention of Color - Lançamento do albúm de Tiganá Santana (2013)
série de animações e programação visual elaboradas por mim e projetadas pelo Vj Gabiru no Teatro Sesc - Casa do Comércio (Salvador, BA)

nuvens para o céu do ceará (2013)

nuvens para o céu do ceará (2013)
para Vó Maria

cearenses (2013)

cearenses (2013)

virtualove(2013)

virtualove(2013)
residência PALAVRA MUDA com Jorge Larossa no Interação e Conectividade 7 (Goethe Institute Salvador)

pain on my back (2013)

pain on my back (2013)
residência PALAVRA MUDA com Jorge Larossa no Interação e Conectividade 7 (Goethe Institute Salvador

corte-escrita (2013)

corte-escrita (2013)
residência PALAVRA MUDA com Jorge Larossa no Interação e Conectividade 7 (Goethe Institute Salvador)

handmade tatto machin (2013)

handmade tatto machin (2013)
residência PALAVRA MUDA com Jorge Larossa no Interação e Conectividade 7 (Goethe Institute Salvador)

sexto dedo (2013)

sexto dedo (2013)
residência PALAVRA MUDA com Jorge Larossa no Interação e Conectividade 7 (Goethe Institute Salvador)

caneta (2013)

caneta (2013)
residência PALAVRA MUDA com Jorge Larossa no Interação e Conectividade 7 (Goethe Institute Salvador)

palavra muda (2013)

palavra muda (2013)
uma experiência de narração autobiográfica, com a participação de Leonardo França, Isaura Tupiniquim, Nirlyn Seijas, Rita Aquino, Maíra Spanghero, Ricardo Alvarenga, Eduardo Rosa, Lia Lordelo, Alexandre Molina, Rafael Rebouças, Raiça Bonfim e Jorge Larossa

Pai (2013)

Pai (2013)
caneta nanquim s/papel canson A4

Mãe (2013)

Mãe (2013)
caneta nanquim s/ papel canson A4

CHENCHEN = Cabaio + Domingas / pintura e desenho mural (2013)

CHENCHEN = Cabaio + Domingas / pintura e desenho mural (2013)

(detalhe senhora okinawa) marcador s/ parede

Vó Maria (2013)

Vó Maria (2013)

Vó Maria (2013)

Vó Maria (2013)

paisagens soteropolitanas (2013)

paisagens soteropolitanas (2013)
caneta nanquim s/papel canson (30 x 80 cm)

DESENHO ENQUANTO DORMES (2013)

DESENHO ENQUANTO DORMES (2013)

caneta nanquim s/ papel canson A4

Buzios Abertos e Fechados - Ilustração para o grupo Ilù Àiya Drummers (2013)

Buzios Abertos e Fechados - Ilustração para o grupo Ilù Àiya Drummers (2013)
caneta nanquim s/ papel Canson

Ilustração para o grupo Ilù Àiya Drummers (2013)

Ilustração para o grupo Ilù Àiya Drummers (2013)
caneta nanquim s/ papel canson

cuidate

cuidate
lapis grafite s/ papel canson A3

deserto de pequenas ilhas (2013)

deserto de pequenas ilhas (2013)
caneta nanquim s/ papel canson A3

nuvens (2013)

nuvens (2013)
caneta nanquim s/ papel canson A3

penhasco (2013)

penhasco (2013)
caneta nanquim s/ papel canson A3

Vó Maria (2013)

Vó Maria (2013)
caneta nanquim s/ papel canson A4

Vó Maria (2013)

Vó Maria (2013)
caneta nanquim s/ papel canson A4

EXU BRINCALHÃO (2013)

EXU BRINCALHÃO (2013)
lambe-lambe no Rio Vermelho

Exu brincalhão

Exu brincalhão

ODOYÁ oferenda-intervenção para yemanja. Com Leticia Laxon (Tish) em Praia de Itacimirim (2013)

ODOYÁ oferenda-intervenção para yemanja. Com Leticia Laxon (Tish) em Praia de Itacimirim (2013)
casa abandonada de frente pro mar de Itacimirim

pernas

pernas

Caudas

Caudas
pintura s/papel. com Leticia Laxon



ELLA- série 13 imagens para o evento Encontros de verão - Mariella Santiago no MAM - Salvador, Bahia (2013)

http://mariellanomam.wordpress.com/

1

1

2

2

3

3

4

4

5

5

6

6

7

7

8

8

9

9

10

10

11

11

12

12

13

13

SILENCIOSA FISSURA (2013)

SILENCIOSA FISSURA (2013)
desenho digital

tempo de confrontarse (2012)

tempo de confrontarse (2012)

percussionistas (2012)

percussionistas (2012)
stencil e nogalina

negro (2012)

negro (2012)
stencil e nogalina

morto em tormenta (2012)

morto em tormenta (2012)
acrilico, spray, nogalina e marcador s/papel de algodão (destruído numa tormenta amorosa)

spiritos (2012)

spiritos (2012)
40x60 oleo s/papel

Livusia (2012)

Livusia (2012)
nogalina e acrilica s/ papel. Para o livro HISTÓRIAS DE ANTIGAMENTE: CULTURA E MEMÓRIA NAS LAVRAS DIAMANTINAS, de Silvia Codes

sueño porteño (2012)

sueño porteño (2012)

Franchu (2012)

Franchu (2012)

ON OFF - Cabaio & Domingas - Exposição na Galeria ACBEU (2012)

ON OFF - Cabaio & Domingas - Exposição na Galeria ACBEU (2012)

DO IT YOURSELF! circuito de leds CONSTRUIDO ARTESANALMENTE

DO IT YOURSELF! circuito de leds CONSTRUIDO ARTESANALMENTE

SOMENTE UM DESSES INTERRUPTORES LIGA/DESLIGA O CIRCUITO, QUAL SERA?

SOMENTE UM DESSES INTERRUPTORES LIGA/DESLIGA O CIRCUITO, QUAL SERA?

OFF

OFF

ON

ON

each man kills the thing he loves (2012)

each man kills the thing he loves (2012)

MACHIN (2012)

MACHIN é parte de Eventos Imaginarios – projeto de residência artística realizado durante 6 meses na fronteira norte do México (Ensenada/Tijuana, 2011). Foi elaborada como ação performática para o BASEMENT (situação coreográfica de aproximação entre artista, obra e público) dentro do Festival Dimenti : Interação e Conectividade – Encontro das Artes, Ano 6. Goethe Institute. Salvador, Bahia.

Intervir na superfície de laranjas utilizando a Machin – máquina de tatuar artesanal construída pelos irmãos David & Gabriel - foi a ação escolhida para dar vazão as memórias do corpo. A ação começa 3 dias antes, revivendo uma dieta de desintoxicação feita no México: alimentação exclusiva com laranjas. Ao longo de 3 dias, cerca de 150 laranjas foram consumidas depois de haverem sido tatuadas com memórias através da Machin, gerando uma circularidade libertadora. As cascas de laranja tatuadas secaram como restos mortais.

No evento BASEMENT, o primeiro momento é dedicado ao encontro individual com alguém do público, durante 10 minutos. Objetos foram selecionados e dispostos numa mesa, servindo como pontos de partida/apoio para a comunicação. No segundo momento, a ação performática prosseguiu num pequeno quarto. Registros audiovisuais sobre a Machin foram exibidos no meu computador pessoal, outra máquina fundamental no encontro com os irmãos. As laranjas foram compartilhadas com o público. Através de narrativas esquartejadas, transitaram estórias e sentidos multidirecionais para as experiências fronteiriças detonadas no processo criativo.

Projeto e Performance: Clara Domingas

Construção da Machin: Gabriel & David Contreras (in memoriam)

Vídeos: Alex Mannion Jones, Clara Domingas e Juan Pablo Garza-Mouriño (parte I) Clara Domingas e Gabriel Contreras (parte II)

MACHIN// para o evento BASEMENT-INTERAÇÃO E CONECTIVIDADE. Goethe Institute Salvador (2012)

MACHIN// para o evento BASEMENT-INTERAÇÃO E CONECTIVIDADE. Goethe Institute Salvador (2012)

Fotos: João Milet Meirelles

Desenho e Tipografia para o curta Laje Do Céu, de Léo França

Desenho e Tipografia para o curta Laje Do Céu, de Léo França

mirage (2012)

mirage (2012)

1/4 de carnavale (2012)

1/4 de carnavale (2012)

mini residência artística em ITAPUÃ com COMTEMPUS (2011)

mini residência artística em ITAPUÃ com COMTEMPUS (2011)

minimal punks

minimal punks

lambe-lambe

lambe-lambe

mural coletivo de pinaúnas

mural coletivo de pinaúnas

minimal punkz (2011)

minimal punkz (2011)

INTERVENÇÃO NA FRONTEIRA MEX-EUA "feels like HOMIE" (Playas de Tijuana, 2011)

INTERVENÇÃO NA FRONTEIRA MEX-EUA "feels like HOMIE"  (Playas de Tijuana, 2011)
stencil + desenho s/madeira

Projeto EVENTOS IMAGINARIOS - residência artística de 6 meses na fronteira norte do México, com apoio da FUNCEB-SECULT BA

cuarto 104 - blanco amor, negra melodia

cuarto 104 - blanco amor, negra melodia
Projeto EVENTOS IMAGINARIOS - residência artística no CRIA (Ensenada, Mexico)

ALTERIDADE (2011)

ALTERIDADE (2011)
nogalina s/ papel (110x100) // Projeto EVENTOS IMAGINARIOS

simplesmente (2011)

simplesmente (2011)
// Projeto EVENTOS IMAGINARIOS

blanco amor, negra melodia (2011)

blanco amor, negra melodia (2011)
// Projeto EVENTOS IMAGINARIOS

SUR (2011)

SUR (2011)
// Projeto EVENTOS IMAGINARIOS

Opera Lenses (2011)

Opera Lenses (2011)
// Projeto EVENTOS IMAGINARIOS

Natura (desde un camastro en Estero Beach, 2011)

Natura (desde un camastro en Estero Beach, 2011)

Natura (desde el piso de mi cuarto en CRIA, 2011)

Natura (desde el piso de mi cuarto en CRIA, 2011)
// Projeto EVENTOS IMAGINARIOS

slowly (2011)

slowly (2011)

Animalove (2011)

Animalove (2011)
// Projeto EVENTOS IMAGINARIOS

Chen Chen em Salvador (2011)

Chen Chen em Salvador (2011)

CHEN-CHEN para Visio.Imaginário, em Salvador (2011)

CHEN-CHEN para Visio.Imaginário, em Salvador (2011)
Foto: Alex O.

CHENCHEN em Salvador (2011)

CHENCHEN em Salvador (2011)

MASSA << Intercâmbio Artístico com Lisa Truttmann (AUSTRIA) + Cabaio (ARGENTINA) << 2011

Estação da Lapa, Salvador: o verão e as vésperas do carnaval deixam a cidade em puro fervilhar. No cotidiano saturado de gente nas ruas, a atmosfera é de excitação, excesso de calor, música alta e insistente. Com foco na experiência do ambiente público foram capturadas imagens nos arredores da estação, ponto de intensa circulação de passageiros, comerciantes e todos tipos de mercadorias e bens pirateados. As imagens video documentadas foram tratadas frame a frame para criar estencils em movimento numa colagem audiovisual, com pequenos fragmentos de som e texto, retirados de hits populares do verão. Simultaneamente, as imagens foram transformadas em estencils de tamanho real, retornadas ao espaço público numa intervenção na Praça 2 de Julho, Campo Grande.

O projeto de intercâmbio artístico com Lisa Truttmann teve apoio da Scholarship Emanuel & Sofie Fohn Foundation (Viena, Áustria).



MASSA (stills da videoanimação 3'30)

MASSA (stills da videoanimação 3'30)

Clara Domingas + Lisa Truttmann

MASSA (2011)

MASSA (2011)
Cabaio+ Domingas + Lisa Truttmann

O que as crianças dizem (2011)

O que as crianças dizem (2011)
Mural no Cine Sala de Arte- UFBA

Porto da Barra (2011)

Porto da Barra (2011)

caneta s/papel

Chinese Feelings aos pés do Caboclo (2010)

Chinese Feelings aos pés do Caboclo (2010)

Canto de Galo pela Vida que continua (2010)

Canto de Galo pela Vida que continua (2010)

Formato de Rua - Cabaio & Domingas (2010)

Formato de Rua - Cabaio & Domingas (2010)

Formato de Rua - Cabaio & Domingas (2010)

Formato de Rua - Cabaio & Domingas (2010)

Itapuã é um grande circo (2010)

Itapuã é um grande circo (2010)
imagens originalmente concebidas para Formato de Rua (Cabaio & Domingas)

MI NOMBRE ES SALVADOR: Impressões-Transferências-Intervenções (2010)

Com os baianos Naara e Túlio Carapiá, o francês Emmanuel Prost e o mexicano Héctor Herrera, desenvolvemos um intercâmbio artístico na cidade de Salvador, durante 3 semanas.

O projeto buscou articular na produção artística, as experiências individuais, confrontadas com a complexidade da experiência de intercâmbio cultural, dando especial atenção a vivência e a percepção da cidade. A ênfase dada ao processo e as trocas de conhecimento envolveram os artistas, seus corpos e o espaço, sendo fonte de motivação criativa para pesquisa artística. Os suportes das obras foram, em sua maioria, retiradas das ruas.

Os resultados do intercâmbio foram expostos na Galeria ACBEU.

A mostra, intitulada MI NOMBRE ES SALVADOR, trouxe a galeria os resultados das diversas investigações técnicas que foram exploradas em partilha entre eles, em especial, transferências com resina e stencils.

A investigação de procedimentos de transferência de imagens tinha sido iniciada na Bienal Internacional de La Reunión no ano anterior, quando Emmanuel Prost, Héctor Herrera e Túlio Carapiá se conheceram, sendo membros dos 28 participantes do evento. Assim, o projeto MI NOMBRE ES SALVADOR foi na verdade, um desdobramento do primeiro encontro e contou com o apoio da ESBA- La Reunión. Também apoiaram o projeto: FUNCEB e Galeria ACBEU.

auto-retratos (2010)

auto-retratos (2010)
Fotografias transferidas com resina poliester e farinha s/ vidro

auto-retrato (2010)

auto-retrato (2010)

auto-retrato (2010)

auto-retrato (2010)

auto-retrato (2010)

auto-retrato (2010)
Transferência com resina poliester, nogalina, acrílica, dendê, fio de aço e brackets

autopaisagem (2010)

autopaisagem (2010)

1% (2010)


A mostra de stencils entitulada 1% teve abertura dia 06 de outubro de 2010 na galeria Hollywood In Cambodia, no bairro de Palermo em Buenos Aires. O projeto é fruto da parceria entre Cabaio e Domingas (CHENCHEN) que foi iniciada quando se conheceram em 2008, durante estadia de 9 meses de Domingas na cidade de Buenos Aires. Desde então, vêem realizando juntos projetos e intervenções gráficas que articulam as cidades de Salvador e Buenos Aires de maneira descontínua, em sessões que alternam entre as duas cidades, de maneira irregular ao longo dos anos. As idéias que envolvem 1% referem-se a sentimentos e pontos de vista compartilhados entre eles, sobre o espírito de mobilidade e improvisação que os espaços urbanos e a vida contemporânea impõem. Num mundo acelerado como o de hoje, onde a superprodutividade é exigida, 1% representaria um exercício, uma busca por uma vida mais simples, pautada na idéia de aproveitamento máximo dos recursos, na economia e na potência do fazer. A energia sufuciente para manter-se em movimento.





CHEN-CHEN @ HIC-Hollywood in Cambodia (Buenos Aires, 2010)

CHEN-CHEN @ HIC-Hollywood in Cambodia (Buenos Aires, 2010)

Em Salvador

Em Salvador

Chen-Chen em Buenos Aires

Chen-Chen em Buenos Aires

www.formatoderua.blogspot.com

www.formatoderua.blogspot.com

MUITO MAIS (2010)

MUITO MAIS (2010)

closeup 1

closeup 1

closeup 2

closeup 2

closeup 3

closeup 3

closeup 4

closeup 4

closeup 5

closeup 5

`a deriva (2010)

`a deriva (2010)

O TOURO (2010)

O TOURO (2010)

A CORUJA (2010)

A CORUJA (2010)

INFINITO mediato (2010)

INFINITO mediato (2010)

nanquim s/papel

o mergulho (2009)

o mergulho (2009)
stencil s/tela

Perca o rosto (2009)

Perca o rosto (2009)
stencil s/tela

resposta monocromática (Performance Multimídia, 2008/2009/2010)

resposta monocromática (Performance Multimídia, 2008/2009/2010)

domingo, 27 de junho de 2010

Resposta Monocromática

Entre o branco e o preto, o monocromatismo das zonas de cinza representa modulações, variações em luminância, dentro de um intervalo que vai de um extremo ao outro. Assim também o tema da fragilidade parece não ser algo estanque, mas
sim guardar um paradoxo fundamental, quando a partir de seu estado de inacabamento e debilidade, possibilita mobilidade e transformação, uma potência latente, uma brecha, que um estado de corpo forte e auto-suficiente tende a não admitir.
Explorar zonas de caos, estados de corpo sem contorno, sem clareza ou definição de formas, cambaleante, difuso e fragmentado, enfocando a relação entre espacialidade e mobilidade, dentro de uma zona que vai da quietude `a histeria, para encontrar variações - assim como no sistema de zonas de cinza- em luminância e não em crominância.
Resposta Monocromática é um jogo de composição improvisada entre células pré-estabelecidas de vídeo e foto (auto-registros), texturas sonoras e corpo em ação.

PARTICIPOU DOS EVENTOS
Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia - Feira de Santana, 2010
Conexões Criativas - Salvador, 2009
Formato Living - Buenos Aires, 2008

Concepção, direção, fotografia, vídeo e ação: Clara Domingas

-Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia
VJ: Ana Paula Pessoa
DJ: Boeing

-Conexões Criativas
VJ: Esquizomachine
DJ: Maldito

-Formato Living
VJ e DJ: Matias Calderón

domingo, 23 de maio de 2010

A FESTA videodança

A Festa (2009) é feita de imagens que sugerem um jogo de afetos. É feita do branco e do preto; do sentir-se dentro e fora, perto e longe ao mesmo tempo; de vivências íntimas do particular projetadas na coletividade; horizontal e vertical como dobra de um mesmo plano; jogo de engano perceptivo de quem vê e de quem é visto. É feita de tato, do contato que libera temperatura em cores. É feita de aderências, peso, queda e também de deslizamentos e flutuações, relativizando nossa visão acostuma sobre as coisas que parecem ser convictas. Participou dos eventos: Jumping Frames Dance Video Festival (Macau,China 2010) Dança em Foco (Rio de Janeiro, 2009) Frame Research (Porto, Lisboa 2009) Temps d`Images (Lisboa, Portugal 2009) Salões de Artes Visuais da Bahia (Porto Seguro, 2009)- Prêmio Menção Especial. Concepção, direção, produção e performance: Clara Domingas Câmera: Leandro Cinelli e Pablo Villareal Confecção do chão xadrez: Maria Gonçalves Correia No chão: Clara Domingas, Flavia Castagno e Thaís Bandeira (Salvador, Brasil) No baile: Ana Giura, Clara Domingas, Josefina Centurión, Manuela Barsotteli, Maria Mercedes Pozo, Romina Klosewicz, Rodrigo Palacios e Santiago Cabrera. (Buenos Aires, Argentina) Fotos: Paula Hemm Assistência de produção: Matias Calderón Edição de vídeo: Aruma (Sandra de Berduccy) Edição sonora: Bernardo Rozo Música: “El amanhecer” compositor desconhecido. A canção foi tirada de um vinil de cumbias instrumentais, encontrado no chão de Buenos Aires, parcialmente danificado e sem referências legíveis.

A FESTA - videodança realizada em Salvador e Buenos Aires (2009)

A FESTA - videodança realizada em Salvador e Buenos Aires (2009)

Pequena Morte (2009)

Pequena Morte (2009)

? (2008)

? (2008)

A verdadeira força é a leveza (2008)

A verdadeira força é a leveza (2008)

Frestas (2008)

Frestas (2008)

CHEN-CHEN para Hostel Art Factory (Buenos Aires, 2009)

CHEN-CHEN para Hostel Art Factory (Buenos Aires, 2009)